Política

Veja vídeo da confusão durante palestra de Ricardo Coutinho em faculdade na Capital

23 de setembro de 2019

A palestra ‘Eficiência e Otimização da Gestão Pública’ com o ex-governador Ricardo Coutinho na manhã desta segunda-feira (23), no IESP Faculdade, foi marcada por muita confusão. Desde o anúncio que a faculdade vem sofrendo críticas, com mensagens alusivas  à Operação Calvário, que revelou o maior esquema de corrupção da história da Paraíba, envolvendo mais de R$ 1 bilhão de recursos da saúde na gestão do então governador Ricardo Coutinho. No meio da explanação, a mãe do jovem Bruno Ernesto, Inês Ernesto, se dirigiu ao socialista para registrar sua indignação pelo fato do crime ainda não ter sido solucionado.

Inês Ernesto bradou que o filho foi assassinado e até hoje os possíveis mandantes não foram descobertos. Uma das suspeitas da família é que Bruno teria sido morto por “queima de arquivo”, já que na época ele prestava serviço na Prefeitura de João Pessoa, durante a gestão de Ricardo. Com isso, ele poderia ter conhecimento das possíveis irregularidades nos contratos para a prestação de serviço do Jampa Digital.

Confira o vídeo da confusão:

A palestra do ex-governador, em virtude da repercussão negativa nas redes sociais, foi totalmente esvaziada, contando apenas com pouco mais de 40 alunos.

A previsão era de que o auditório ficaria lotado. Outro detalhe é que a única autoridade presente era o conselheiro substituto do TCE, Antônio Gomes, que figura numa lista tríplice entregue ao governador João Azevêdo para substituição de Marcos Antônio Costa, falecido recentemente.