Presidente do PSB tacha Ricardo Coutinho de ‘ingrato’ e diz que ex-governador saiu sem sequer dar um telefonema

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, em entrevista na tarde desta quarta-feira, afirmou que o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PT) foi tratado a ‘pão de ló’ dentro do partido, mas que na hora de sair não deu nenhuma explicação.

“Não deu, sequer, uma ligação me dando explicações ou me agradecendo pelo que fiz por ele”, disse Carlos Siqueira.

O dirigente fez lembranças de que Ricardo Coutinho deixou o Governo do Estado em 2018 em meio os desdobramentos da Operação Calvário mas mesmo assim fez uma ligação e pediu para assumir a Fundação João Mangabeira. “Tinham seis pretendentes ao cargo todos com o mesmo nível e gabarito dele, mas para ajudá-lo eu coloquei o nome dele com minha aprovação para ser submetido ao conselho”, destacou.

Ainda na entrevista, Siqueira disse que acompanhou todo o desenrolar da Operação Calvário, onde Ricardo Coutinho era o centro das investigações,  mas que em nenhum momento emitiu qualquer juízo de valor a respeito da conduta dele e mesmo depois de tudo que aconteceu, não guarda mágoas: “só tenho a lhe desejar boa sorte em sua nova caminhada porque quem vai julgá-lo é o povo nas urnas”, finalizou.

Próxima Matéria

Discussion about this post

Últimas

Mais Lidas