Política

Na calada da noite, Câmara aprova projeto que permite que contribuinte pague advogados para Lula e outros presos de colarinho branco

04 de setembro de 2019

A Câmara dos Deputados aprovou, ontem, por 263 votos a favor e 144 contrários, o texto-base de um absurdo projeto que amplia a festa dos partidos com o dinheiro dos pagadores de impostos. Nesta quarta-feira haverá a votação dos destaques de partidos que podem modificar apenas trechos do texto-base já aprovado antes do projeto ser encaminhado ao Senado.

Entre diversas aberrações, a versão aprovada do PL 11021/2018 estabelece que os partidos políticos poderão gastar, sem limites, o dinheiro dos pagadores de impostos com a “contratação de serviços de consultoria contábil e advocatícia para atuação jurisdicional nas ações de controle de constitucionalidade, e demais processos judiciais e administrativos de interesse direto e indireto do partido, bem como nos litígios que envolvam candidatos do partido, eleitos ou não, relacionados ao processo eleitoral, ao exercício do mandato eletivo ou que possa acerretar reconhecimento de inelegibilidade“.

Em outras palavras: o dinheiro dos pagadores de impostos poderá ser utilizado pelos partidos para defender seus corruptos, incluindo Lula, como bem explicou o lider da bancada do NOVO na Câmara, Marcel Van Hattem: