Política

Maranhão mostra sintonia e defende candidatura única da oposição em 2018

29 de dezembro de 2017

Maranhão e o deputado estadual Raniery Paulino,ambos do PMDB.

O Senador José Maranhão (PMDB), que reuniu a imprensa, ontem à noite, em um restaurante da orla marítima da Capital, demonstrou mais uma vez que já tem lado definido nas eleições de 2018 ao defender a unidade das forças que estão na oposição ao governo Ricardo Coutinho (PSB). Maranhão disse acreditar que a definição sobre candidatura ao governo pelo bloco oposicionista deve acontecer até abril, data considerada limite para desincompatibilização de postulantes que exercem outros cargos políticos, como os prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB).

“A oposição tem vários nomes competitivos para a disputa de 2018 e se tivermos juízo, não desperdiçaremos a oportunidade rara como essa que está se apresentando”, realçou o presidente estadual do PMDB, que defendeu candidatura da oposição, apesar de manifestar interesse em disputar o Governo do Estado em 2018.    

A confraternização promovida por Maranhão e em clima descontraído provou que o peemedebista está afinado com outros líderes oposicionistas. Não à toa, marcaram presenças o senador Cássio Cunha Lima, o prefeito Luciano e seu irmão Lucélio Cartaxo, o vice-prefeito da Capital Manoel Júnior, o deputado federal Damião Feliciano, marido da vice-governadora Lígia Feliciano, ambos do PDT, o ex-senador Marcondes Gadelha, presidente estadual do PSC, o deputado estadual Renato Gadelha, também do mesmo partido, o ex-governador Roberto Paulino e outras figuras de prestígio.