Política

João é convencido por articuladores e deve iniciar estratégia para ‘descolar’ imagem de escândalos da gestão Ricardo Coutinho

05 de abril de 2019

Com o convencimento de seus dois principais auxiliares, Nonato Bandeira e Ronaldo Guerra, secretários de Governo e Chefia de Gabinete/Articulação Política, respectivamente, o governador João Azevedo (PSB) foi convencido a deflagrar uma agenda administrativa ainda mais intensa e cujo marco será na próxima semana, quando promoverá a celebração dos primeiros 100 dias de governo. Em evento previsto para acontecer no próximo dia 10, Azevedo pretende não só prestar contas, mas anunciar um conjunto de ações para os próximos meses.

A ideia dos articuladores políticos do governador João Azevedo é buscar ‘descolar’ a imagem do gestor dos escândalos da apurados pela Operação Calvário, deflagrada pelo Ministério Público nos estados do Rio de Janeiro e Paraíba, que identificou organização criminosa responsável por desvio de recursos da saúde pública, através de contratos com a Organização Social Cruz Vermelha e que culminou na prisão de toda a cúpula da organização, como também da ex-secretária de estado, Livânia Farias (Administração) e o assessor Leandro Azevedo (já em liberdade monitorada), e, ao mesmo tempo, tentar passar à sociedade a impressão de que a atual administração não tem qualquer participação nos problemas verificados nos últimos oito anos de gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, do mesmo partido.

No anúncio que fará na próxima semana, João Azevedo procurará destacar investimentos que serão realizados a partir do contrato de empréstimo com o Banco Mundial no valor de US$ 50 milhões, que serão destinados ao Projeto Paraíba Rural Sustentável, executado pelo Projeto Cooperar. A ação tem o objetivo de beneficiar mais de 117 mil famílias paraibanas que trabalham com a agricultura familiar.

O governador ainda deve revelar iniciativas na segurança pública, saúde e educação, além do prometido ‘governo eletrônico’, com a oferta de novos serviços online à população.