Política

Divulgada denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro que implica irmão de ex-governador paraibano na Operação Calvário

21 de outubro de 2019

Divulgada  a íntegra da denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, no âmbito da Operação Calvário. O extenso documento, de 721 páginas, detalha como funcionava na atuação da organização criminosa composta por membros políticos e do meio empresarial.

A Paraíba é citada ao menos 82 duas vezes na denúncia. Trechos do documento, relata o Paraíba Rádio Blog, trazem conversas e troca de mensagens telefônicas, inclusive entre Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, com Michele Cardoso, que ficou nacionalmente conhecida após entrega uma caixa de vinho “recheada” com quase R$ 1 milhão, a Leandro Azevedo, ex-assessor do Governo do Estado da Paraíba. O caso foi flagrado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Paraíba e veiculado em reportagem nacional do Fantástico, da Rede Globo de Televisão.

A denúncia traz ainda troca de mensagem entre membros da organização criminosa, que acompanharam voto a voto as eleições para o Governo do Estado no Estado da Paraíba e cita também a estranha “doação eleitoral” do tio paterno de Daniel Gomes, chefe da organização criminosa na área privada, a campanha do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Ainda no documento, é possível verificar registro de conversações entre Daniel Gomes e membros do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, oportunidade em que Daniel Gomes cita o projeto de lei de autoria da deputada Estela Bezerra como facilitador para o ingresso da organização criminosa no Estado da Paraíba.

 

DENÚNCIA-CVB-RS-11dez-definitivo

Paraibaradioblog.com