Política

Bolsonaro volta atrás sobre holocausto e pede desculpas a israelenses

14 de abril de 2019

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta à embaixada israelense no Brasil para tentar explicar a declaração de que o Holocausto pode ser perdoado.

No texto, o presidente afirma que “o perdão é algo pessoal, nunca num contexto histórico como no caso do Holocausto” e que “qualquer outra interpretação só interessa a quem quer me afastar dos amigos judeus”.