Policial

Bandidos explodem agências de banco que administra folha do Estado e metralham sede da PM no interior

27 de dezembro de 2017

Pânico, medo e um misto de revolta e impotência tomaram conta de moradores e policiais das cidades de Pilar e Lagoa Seca. É que essas cidades foram aterrorizadas por quadrilhas de assaltantes na madrugada desta quarta-feira (27). O alvo das ações foram agências bancárias do Bradesco, banco que administra a folha de pagamento dos servidores públicos estaduais.

Em Pilar, a pouco mais de 50 km da Capital, a ação aconteceu por volta das 3h20, quando uma agência do banco  foi explodida, pessoas foram feitas reféns e a sede da Polícia Militar foi alvo de vários tiros. Cápsulas de armas de grosso calibre foram encontradas nas ruas da cidade.

Os assaltantes fugiram em caminhonete e três motos. Grampos foram espalhados pelas ruas da cidade. Na cidade, agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal já tinham sido destruídas em ataques com explosivos. Agora, a população fica também sem a agência do Bradesco.

Também durante a madrugada, uma agência bancária em Lagoa Seca, Agreste paraibano, a 129 da Capital, foi explodida por um grupo de bandidos. Os criminosos chegaram à cidade por volta das 3h30. O ataque à agência durou cerca de 20 minutos e o valor roubado pela quadrilha não foi divulgado.

Antes do ataque ao banco, foram registrados em Lagoa Seca roubos de veículos e arrastão em uma festa.  Além disso, no caminho até Campina Grande, foram encontrados vários carros com pneus furados. Existe suspeita de que todos os crimes estejam relacionados. Nenhum suspeito foi localizado.

 

Com informações do Portal Correio