Paraíba

SES promove Qualificação de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa

08 de outubro de 2019

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), por meio da Área Técnica da Linha de Cuidado da Pessoa Idosa, começou nesta terça-feira (8), as atividades da Qualificação de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa. A capacitação, que acontece em parceria com o Hospital do Coração de São Paulo (HCor-SP) e a Coordenação Nacional de Saúde da Pessoa Idosa do Ministério da Saúde (Cosapi-MS), tem como objetivo incluir a discussão sobre o envelhecimento da população brasileira nas agendas estratégicas das políticas públicas do Estado.

A qualificação, que abrange profissionais da Atenção Básica (coordenadores, enfermeiros que trabalham diretamente com Atenção à Saúde da Pessoa Idosa), será desenvolvida em cinco módulos, com carga horária de 46 horas. Nos três módulos presenciais (24 horas) serão abordados os seguintes conteúdos: Introdução à Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa; Identificação do Idoso Vulnerável; Atividade Prática – aplicação da Caderneta. Nos dois módulos à distância (EAD), totalizando 22 horas, serão apresentados: Avaliação da Pessoa Idosa; Temas Importantes no Cuidado ao Idoso.

A Paraíba é o terceiro Estado a receber a Qualificação de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa. O gerente operacional de Ações Estratégicas e Especiais, Hélio Soares, explicou que a discussão é, principalmente, em torno da utilização da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa como instrumento de saúde. Desde 2016, o Estado tem uma nova versão da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e 161 municípios aderiram, até julho deste ano, o uso da Caderneta e estão previstos para esta qualificação – cerca de 300 profissionais, divididos em três turmas.

“Alguns profissionais estão recebendo esta Caderneta, mas não estão sabendo utilizar da maneira correta. Por isso é tão importante a capacitação, para que eles possam utilizar esse instrumento de saúde nas suas unidades, de forma que qualifiquem a assistência à pessoa idosa, que esse idoso seja acolhido e acompanhado com ainda mais excelência”, explicou Hélio, que disse ainda que esses profissionais, posteriormente, serão multiplicadores da capacitação.

A capacitação será concluída na primeira semana de fevereiro de 2020, totalizando 15 semanas de capacitação. “Diante de um ritmo tão frenético de trabalho, algumas ações são feitas no automático. A proposta é que os profissionais pensem melhor no seu ambiente de trabalho, façam um diagnóstico situacional dos seus territórios e um levantamento sobre as principais questões da população idosa. É super importante falar sobre o envelhecimento e as políticas de saúde da pessoa idosa. Esses profissionais já lidam diretamente com o assunto, então, serão qualificados e as instituições monitoradas para que essas atividades sejam refletidas na assistência ao idoso”, pontuou a líder do projeto de Qualificação, que integra a equipe do HCor-SP, Glenda Dias dos Santos.

Secom-Pb