Paraíba

Artigos de alunos e professores da Rede Estadual são publicados em livro digital

15 de maio de 2019

O livro digital ‘Geografia, Educação e Cidadania’, apresentado na última sexta-feira (10) em solenidade no Instituto de Geografia e Ordenamento de Território (IGOT) da Universidade de Lisboa, em Portugal, é um compilado dos trabalhos mostrados no 1º Congresso Ibero-Americano ‘Nós Propomos! ’, realizado no mês de setembro de 2018, pelo Instituto de Geografia, em Lisboa.

No livro, quatro capítulos são escritos por professores e estudantes do Ensino Médio do Centro Estadual Experimental de Ensino-Aprendizagem Sesquicentenário, de João Pessoa, em Parceria com a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campus Guarabira, que participaram do congresso e apresentaram os artigos.

A iniciativa do ‘Nós propomos!’ partiu de um projeto de extensão da Universidade Estadual da Paraíba coordenado pela professora Regina Celly Nogueira, que buscou uma parceria com o professor Sérgio Claudino da Universidade de Lisboa e escolheu a escola Sesquicentenário para aplicar o Projeto ‘Nós Propomos!’ que funcionou como Centro de Iniciação Científica (CIC) do Programa Ensino Médio Inovador durante o ano de 2018.

O projeto, que tem sede em Lisboa, é formado por uma rede de países que contempla Portugal, Espanha, México, Colômbia, Peru e Brasil (cerca de 10 estados), que estuda os problemas socioambientais urbanos e propõe soluções. ‘Nós propomos! Paraíba: revitalizando a cidadania através da educação’, implementado em 2018, tem como principal objetivo o estudo de caso para a identificação de problemas locais e a apresentação de propostas de resolução pelos alunos.

Na escola – Os estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Médio escolheram as temáticas a serem abordadas dentro da temática sugerida pela UEPB: patrimônio histórico de João Pessoa. O foco principal foi a construção de relatórios de estudos de gabinete e coleta de dados, trabalhos de campo, contato com órgãos públicos. Em seguida os alunos compilaram suas ideias e passaram a escrever artigos sobre a supervisão dos professores e coordenadores.

Os locais escolhidos por alunos e professores da Paraíba foram o Centro Histórico, a comunidade do Porto de Capim no bairro do Varadouro, em João Pessoa, e a Escola Estadual Sesquicentenário.

O livro estará disponível no site da Universidade de Lisboa https://www.ulisboa.pt/unidade-organica/instituto-de-geografia-e-ordenamento-do-territorio a partir de junho. Os artigos são divididos em quatro capítulos no eBook ‘Geografia, Educação e Cidadania’:

1 – Manifestações Culturais da Comunidade do Porto de Capim, João Pessoa, PB, Brasil; Pag. 182 – Processo de revitalização e histórico de lutas da comunidade do Porto do Capim, João Pessoa. Tem por objetivo compreender a dinâmica urbana do Centro Histórico de João Pessoa.

2 – Processo de revitalização e histórico de lutas da comunidade do Porto do Capim, João Pessoa, Brasil. Conhecendo o histórico de resistência e enfrentamento dos moradores contra o processo de gentrificação e a busca por amparo legal junto ao ministério público e justiça.

3 – Nós Propomos Paraíba é o Patrimônio histórico, artístico e cultural do município de João Pessoa, PB, Brasil. Tem o objetivo de compreender o processo de revitalização do centro histórico de João Pessoa e o conceito de patrimônio.

4 – Ações educativas e fortalecimento da cidadania na escola Sesquicentenário. Visando o desenvolvimento de práticas pedagógicas exitosas que busquem fomentar a consciência cidadã de jovens estudantes dos diferentes níveis e modalidades de ensino.

Os artigos foram escritos pelo professor de Geografia do Centro Estadual Experimental de Ensino-Aprendizagem Sesquicentenário, Joazadaque Lucena; professora da Universidade Estadual da Paraíba (Campus Guarabira), Regina Celly; Maria Eduarda Viana Pontes dos Santos, estudante do 2º ano do Ensino Médio da Escola Sesquicentenário; Raquel Soares Pereira e Ana Theresa Rosenhaim, ambas estudantes do 3º ano do Ensino Médio do Sesquicentenário.

O professor Joazadaque Lucena ficou feliz pela publicação. “Estamos realizados pelo reconhecimento de um árduo trabalho desenvolvido em 2018. Como professor um sentimento de dever cumprido em fazer a iniciação científica de estudante do ensino médio”, falou. A estudante Raquel Soares destaca a importância da experiência. “Participar do ‘Nós Propomos!’ foi e tem sido uma grande experiência. Confesso que toda nossa equipe, a princípio formada por três estudantes e posteriormente transformando-se em quase 30, são unânimes ao afirmar que o projeto nos acrescentou de forma profissional e técnica, mas acima de tudo enquanto seres humanos, capazes de olhar para outros, para problemas de outros, de forma sensível”, disse.

Secom-Pb