Esporte

PSG pode comprar Wendel e deixá-lo no Fluminense até julho

19 de dezembro de 2017

Alvo do PSG, Wendel pode ficar no Fluminense até julho (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Após avançar no mês passado, as negociações entre o Paris Saint-Germain e o Fluminense para a transferência de Wendel podem ser concluídas no começo do ano que vem. De acordo com a rádio “RMC”, o clube francês pretende selar a compra do meia em janeiro, quando a janela de transferências do inverno europeu abrirá. Entretanto, o jogador seguiria no Fluminense até julho.

O veículo afirma que o plano inicial do PSG seria contratar Wendel apenas ao fim da atual temporada, que termina em junho. Porém, o temor pela entrada de outros gigantes europeus na briga pelo jogador na janela de janeiro faria o clube adiantar seu planejamento e, inclusive, buscar uma forma de burlar o Fair Play Financeiro da Uefa, usando um grupo de investimento sem relações com o Qatar Sports Investiments (QSI), dono do clube.

Formalmente, a compra de Wendel por esse fundo seria totalmente independente do Paris Saint-Germain. O grupo repassaria o atleta diretamente ao time francês na janela de transferências seguinte, no começo de julho, e o jovem de 20 anos iniciaria a temporada 2018/19 como atleta parisiense. Antes disso, permaneceria no Fluminense normalmente.

Em entrevista ao jornal “Le Parisien” na última segunda-feira o diretor esportivo do PSG, Antero Henrique afirmou que não é intenção da equipe contar com novos jogadores em janeiro.

– Wendel é um jogador que conhecemos muito bem, mas ele não virá em janeiro. Se nós decidirmos concluir a transferência, será apenas em julho. No momento, não temos necessidades para a janela de transferências de inverno. Uma oportunidade pode sempre aparecer, mas, neste momento, não – disse Antero.

O Fluminense vem negociando Wendel com o PSG desde agosto, quando o presidente Pedro Abad viajou à França para conversar diretamente com representantes parisienses. Em novembro, Antero Henrique e o ex-jogador Maxwell, embaixador do clube, foram ao Rio de Janeiro para conhecer pessoalmente o jogador e sua família.