Esporte

Episódio histórico de goleiro esquecido na neblina faz 80 anos

25 de dezembro de 2017

Uma história curiosa do futebol completa 80 anos nesta segunda-feira: justamente por ter sido “esquecido” dentro de campo, ofuscado pela neblina, que o goleiro Sam Bartram ficou conhecido – e ainda é lembrado a cada Natal pela clássica partida entre Chelsea e Charlton, dia 25 de dezembro de 1937, no Stamford Bridge. Embora para muitos a imagem do ex-jogador esteja associada ao histórico episódio, ele virou ídolo do Charlton por outras razões e tem a imagem eternizada em uma estátua em frente ao estádio do clube, hoje na terceira divisão do futebol inglês.

Episódio histórico de goleiro esquecido na neblina completa 80 anos

Episódio histórico de goleiro esquecido na neblina completa 80 anos

O fato virou um “clássico”, relembrado pelo “Redação SporTV”. Na época, Sam Bartram era considerado um dos melhores goleiros do país e, naquele Natal, tinha a chance de brilhar diante de um público de 40 mil pessoas, diante do Chelsea. A falta de visibilidade, no entanto, comprometeu. Antes mesmo do jogo começar temia-se que o clima pudesse atrapalhar.

– Pessoas que eu conheço, que entrevistei e que estavam na partida disseram que estavam preocupados que o jogo não fosse acontecer porque havia uma neblina pesada em Londres, estava muito úmido e frio. Não estava tão ruim quando a partida começou, então pensaram: talvez possamos seguir em frente. Mas como é o clima nesse país – você espera 10 minutos e tudo muda – a situação piorou. Meus amigos que estavam lá na torcida do Chelsea não conseguiam ver o campo, não conseguiam ver o gol onde estava o Charlton – contou Rick Glanvill, historiador do Chelsea.

Sam Bartram, neblina, goleiro (Foto: Reprodução/SporTV)

Sam Bartram, neblina, goleiro (Foto: Reprodução/SporTV)

A partida estava empatada em 1 a 1, aos 16 minutos do segundo tempo, quando o jogo foi interrompido. E aí que entra a curiosa história: esqueceram de avisar ao goleiro. Todos foram para o vestiário e ele nada percebeu, até que foi avisado, cerca de 15 minutos depois.

– O goleiro do Charlton ainda estava no seu gol, sozinho no campo, fazendo assim (se movimentando para uma possível defesa), pronto para um ataque do Chelsea. E a torcida do Chelsea começou a rir porque claramente Sam Bartram não tinha sido avisado pelos seus companheiros de equipe nem pela arbitragem que a partida tinha sido interrompida. Dizem que um policial entrou no campo e acabou com a angústia dele – já que todos estavam rindo – e disse: ” partida foi interrompida, melhor você ir para o vestiário” – descreveu o historiador.

No clube desde 1934, Bartram ainda dedicaria longos anos ao Charlton: ele seguiu até 1956, tempo suficiente para mostrar que estava na história do clube não apenas por ter ficado famoso naquele Natal de 1937. Ele faleceu em 1981, aos 67 anos, mas está eternizado não apenas na história, mas através de uma estátua, inaugurada em 2005 como parte das comemorações do centenário do Charlton.