Cotidiano

Presidente do Corecon-PB discute com deputada o centenário de Celso Furtado

17 de maio de 2019

Representante da cidade de Pombal na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) manifestou ao presidente do Conselho Regional de Economia da Paraíba (Corecon-PB), Celso Mangueira, apoio à criação do Fórum Estadual do Pensamento Econômico e à programação alusiva às comemorações do centenário de nascimento de Celso Furtado, um dos paraibanos mais influentes do século XX. Nascido em Pombal, se estivesse vivo, Celso Furtado completaria 100 anos em julho de 2020.

Celso Mangueira disse que já tinha conversado com a deputada, anteriormente, sobre o centenário de Celso Furtado. O Corecon, segundo Celso Mangueira, quer o envolvimento da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) no Fórum Estadual do Pensamento Econômico e na programação do centenário de Celso Furtado. “Como estamos para aprovar o estatuto do Fórum Celso Furtado de Desenvolvimento da Paraíba, achei conveniente convidar a deputada para conversar sobre como a Assembleia Legislativa poderá trabalhar conosco nessa caminhada”, disse Celso Mangueira.

Pollyanna elogiou a iniciativa do Corecon. Disse que a homenagem ao conterrâneo ilustre é mais do que merecida. “Celso Furtado deixou um legado importante para a Paraíba, para o Nordeste, para o Brasil e para o mundo”, afirmou a deputada pombalense, frisando: “Nada mais justo do que o Corecon e a política (Assembleia) prestarem uma belíssima homenagem ao economista Celso Furtado”. A parlamentar declarou que Celso Furtado é um orgulho para Pombal, cidade governada por ela duas vezes. O encontro contou com a participação do consultor e economista Francisco Nunes.

Repensar a Paraíba

Ex-reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o economista e professor Rômulo Polari, também participou do encontro com a deputada Pollyanna Dutra para discutir a criação do Fórum Celso Furtado de Desenvolvimento da Paraíba. A ideia do Fórum, segundo ele, é repensar a Paraíba, buscando caminhos para tirar o Estado do atraso secular.

“Estamos criando um Fórum com o nome de Celso Furtado, porque queremos que floresçam as ideias mais operacionais dele, que eram voltadas para o Nordeste, embora fosse um cidadão que pensava a economia mundial, como um todo”, frisou Polari acrescentando que o Corecon, ao criar o Fórum Celso Furtado de Desenvolvimento da Paraíba, se dispõe colocar na ordem do dia “os grandes problemas da Paraíba”.

“Queremos pensar com a sociedade, com as universidades, com os empresários, com a classe política, enfim, com todas as forças vivas e mais atuantes, como as lideranças empresariais, trabalhistas e organizações sociais, para darmos uma sacudida na Paraíba, buscando caminhos que tirem o Estado do atraso”, reforçou o ex-reitor da UFPB.