Brasil

Frei Anastácio diz que manifestação de hoje representa a indignação do povo contra o governo Bolsonaro

15 de maio de 2019

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse, ontem (14), que a manifestação em defesa das Universidades Federais Brasileiras, marcada para esta quarta (15), representa a indignação e a revolta da população e da comunidade acadêmica em relação ao corte de 30% no orçamento das instituições, além do corte de bolsas promovido pelo governo Bolsonaro.

“Esse ataque às universidades e aos Institutos Federais de Educação representa a total falta de compromisso do governo Bolsonaro com a educação. O povo não aceita isso. Esses ataques à educação são uma afronta à nação brasileira”, disse.

Frei Anastácio registrou também a participação dele na entrega da comenda Educador da Esperança Paulo Freire, no Campus IV da UFPB, em Mamanguape, durante o final de semana. A comenda, que está em sua XIII edição, é concedida a estudantes que desenvolvem pesquisas ligadas à educação. O criador da comenda é o professor PhD, Paulo Palhano.

Audiência no TRT

O parlamentar registrou também, na tribuna da Câmara, que sexta-feira, esteve em reunião com a chefia de gabinete e a diretoria geral do  Tribunal Regional do Trabalha, em João Pessoa. “Fui levar a preocupação de moradores do alto Sertão e de funcionários da Vara do Trabalho de Cajazeiras, que está para ser transferida para João Pessoa. Infelizmente, obtivemos a informação de que poderá haver a transferência. Mas, prometeram estudar melhor o assunto, diante da repercussão”, disse.

Frei Anastácio disse esperar  que a Vara não seja fechada. “Se isso acontecer, os funcionários serão relocados e as pessoas terão que se deslocar cerca de 100 quilômetros, ida e volta, para encontrar um atendimento mais próximo. “Espero que essa situação seja revista pelo presidente do TRT. A população será a mais penalizada com essa medida”, afirmou.